Sexta-feira, 28 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Um tempo para brincar

Por Fernanda Maria Garrafa Rocha Campos *


Brincar é essencial para o desenvolvimento da identidade, da autonomia. Estimule isso!

É por meio da brincadeira que a criança interpreta a realidade, executa sua fantasia e conhecimento, o que a leva a pensar e solucionar problemas, sem interferência do adulto. É também na brincadeira que aprende a elaboração, negociação de regras de convivência e a representação de sentimentos e emoções. Ao brincar de casinha, escolinha, médico, dentista, ela representa e interpreta o mundo adulto. Vai construindo seus conceitos, valores e o conhecimento do mundo.

Livre, leve, solta!

Brincar faz parte do desenvolvimento infantil e influi na formação de sua personalidade. Por isso a criança precisa de momentos livres para estar solta, dar asas à imaginação e fazer o que tiver vontade. Jogar é ótimo. Estimula a convivência com regras, o respeito aos companheiros e ao que foi pré-estabelecido.


Seu filho já "construiu" um castelo? Uma casa ou cabana com lençóis e almofadas? Juntando panos e objetos é capaz de erguer um monumento! Fica horas dentro dele, recebendo guerreiros e príncipes ou somente amigos. Com eles conversa, planeja estratégias, soluciona problemas e decide o que fazer. Você acha isso saudável? É. Demais. E, se recordar sua infância, com certeza você lembrará de que já fez tudo isso e o quanto era delicioso!

Férias...e agora?

A criança tem o tempo livre para brincar o quanto quiser. Deixe-a solta para convidar amigos, primos e promover reuniões. Mas permita que decidam o que fazer e do que brincar. O importante é mostrar a eles que você estará presente quando for necessário. Esse é o período livre, depois de um ano de estudo, que deve e precisa ser aproveitado para o lazer. Sem preocupação com horários.

Agenda cheia

É muito comum encontrar crianças com uma agenda sobrecarregada: escola, natação, balé, judô, equitação, inglês... Ufa! É demais! Tanta coisa, tempo curto, horário rígido podem gerar estresse. Criança também tem isso e precisa de um tempo de lazer, livre de tudo, para que possa descansar - o que para ela significa brincar, brincar, brincar e repor as energias, preparando-se para o próximo ano letivo.


Portanto, deixe seus filhos à vontade nas férias para que brinquem o quanto quiserem. Não se preocupe com o horário para dormir, levantar, almoçar e jantar. Sair da rotina é gostoso, saudável, faz bem. Aproveite para curtir a companhia dos pequenos. Divirta-se observando suas brincadeiras, mas reserve um tempo para você. Afinal, todos estão em férias.


* Fernanda Maria Garrafa Rocha Campos é pedagoga e educadora


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Problemas todos temos 11/07/2002 às 14:11:00

Dificuldades em casa: ansiedade, medo, vergonha de partilhar? Quando e por que abrir o jogo na escola?

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Paz em casa 31/07/2002 às 13:46:00

Dicas preciosas da revista Meu Nenê e Família

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Arte à Primeira Vista: Páginas de uma história 19/09/2014 às 16:34:58

Se você mora em Belo Horizonte ou vai passar por lá nas próximas semanas, não pode deixar de conferir a mostra de arte contemporânea que vai encantar as crianças e os adultos.