Terça, 11 de agosto de 2020
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Nome é coisa muito séria!

Por Célia Svevo *


Pense bem antes de escolher o nome para seu filho, pois ele será sua identidade para toda a vida. Aprenda o significado de vários deles e decida pelo que mais lhe agradar.

Quando se pergunta a uma pessoa quem ela é, a resposta invariavelmente vem na forma de um nome. Quando nos identificamos, ou nos apresentamos, o nome é a informação que fornecemos. É, também, o primeiro dado que aparece na documentação de identidade. Quando escrevemos ou pronunciamos mal um nome ou, pior ainda, quando esquecemos o nome de alguém, sentimo-nos extremamente embaraçados, não é verdade?


Segundo o médico, poeta e escritor Fernando Lockshin, um incansável pesquisador da origem e do significado das palavras, tanto quanto o rosto, o nome constitui uma das principais referências de identidade, a mais enraizada delas. É a primeira propriedade (e responsabilidade) que o ser humano recebe, auferido com cerimonial que obedece a códigos culturais.


Paralela à função de identificar, o nome cumpre a função mística de literalmente "invocar" - ou seja, chamar pela voz - a proteção da divindade ou do antepassado. Homenageia familiares, amigos, faz referência à beleza da atriz ou ao heroísmo do personagem, à habilidade do atleta ou à fama e carisma do cantor popular.


Cada época tem seus nomes de preferência. De tempos em tempos surgem alguns novos, outros caem no esquecimento. Na era hippie, por exemplo, muitos bebês foram denominados Flora, Lua, Lótus, Flor, Pétala, Sol, Harmonia. Da mesma forma, anos mais tarde, uma legião de meninas recebeu o nome de Diana (às vezes até mesmo Daiana!), não por alusão à deusa da mitologia grega, mas pela princesa inglesa que encantou o mundo. E, você pode apostar: milhares de Ronaldos, Rivaldos, Felipes virão, homenageando os esportistas tupiniquins que brilharam na Copa do Mundo.


Se é verdade que é o homem que faz o nome, também é verdade que o nome sugere o contexto cultural do portador. David, Sara ou Jacó sugerem uma ascendência judaica. Salim e Elias, dão pistas de uma origem árabe e Joaquim e Manuel nos remetem imediatamente ao povo português. Um brasileiro chamado Lenin ou Fidel, por exemplo, pode revelar as simpatias políticas dos pais. Pascoal, na maior parte das vezes, é aquele que nasceu na Páscoa, Natalino, no Natal e assim por diante.


De alguns anos para cá, muitos nomes receberam uma grafia inusitada e original, graças à expansão das crenças esotéricas. Por obra da numerologia, vogais e consoantes foram acrescentadas aos nomes das pessoas para que "garantissem" a sorte no amor, nas finanças, na saúde.


Para os gregos antigos, o nome dado a uma criança definia seu destino. E se você está esperando um bebê e ainda não sabe como irá batizá-lo, ou deseja, simplesmente, saber o significado do seu próprio nome, acesse nosso Dicionário de Nomes. E boa sorte!


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Momento Clicfilhos - Leitura, desafio de pais e professores 13/02/2020 às 16:18:58

Habituar os filhos a mergulhar nos livros nem sempre é fácil. Aprenda, aqui, como estimulá-los.

   
Momento Clicfilhos - Afinal, para que serve a mesada? 13/02/2020 às 15:58:02

Os filhos pedem, e como pedem! Querem brinquedos, roupas de griffe, jogos de videogame, guloseimas... Como fazer da mesada uma aliada?

   
Momento Clicfilhos - Bullying, violência na escola 13/02/2020 às 15:20:51

Humilhação, intimidação, ameaça. Diariamente, estudantes de todas as idades são vítimas desse tipo de violência moral na escola. Os agressores são seus próprios colegas. Como lidar com essa situação?

   
Momento Clicfilhos - Animais, alegria para toda a família 13/02/2020 às 15:16:32

Animais de estimação oferecem carinho e companhia, ajudando até a curar a depressão. Quem resiste?

   
Momento Clicfilhos - Com açúcar, com afeto... 13/02/2020 às 15:08:46

Você entra no quarto do seu filho e sente como se um furacão tivesse passado por ali: gavetas semi-abertas, roupas para fora, brinquedos espalhados pelo chão, lápis, livros e cadernos sobre a cama ...