Domingo, 20 de agosto de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Língua afiada!

Por Carla Oliveira *


A espontaneidade das crianças pode acabar colocando os pais em muitas situações embaraçosas!

Elas falam o que pensam ou até falam sem pensar. Crianças são assim mesmo! Às vezes, elas colocam os pais em cada situação chata que eles têm até vontade de cavar um buraco no chão e se esconder de tanta vergonha! Isso acontece porque, ao contrário do adulto, a criança ainda não tem noção de que, por uma questão de delicadeza ou discrição, certas coisas não podem ser ditas.


Atendendo a uma enquete feita pelo Clicfilhos, muitas pessoas nos escreveram contando qual foi a maior gafe de seus pimpolhos. Veja alguns dos depoimentos que recebemos e aproveite para dar boas risadas!

Pirulito para a irmã

Ainda não me acostumei com as gafes que meus filhos cometem eventualmente. Tenho duas filhas: a mais velha vai completar 8 anos e a caçula acabou de fazer 6 aninhos. Como toda mãe, já passei por situações de constrangimento devido às pérolas ditas pelas minhas anjinhas. A mais velha (Cíntia) tem pensado um pouco mais antes de falar e já entende muita coisa, agora a mais nova (Carolina)... Outro dia fui a uma loja de roupas infantis comprar vestido de festa para a Carol e, na hora de pagar, ela se deparou com pirulitos de chocolate que eram os olhos da cara! Eu já havia explicado que não compraria o doce naquele dia, mas ela insistia e dizia que queria muito comer o chocolate. Comovida, ou com pena dos meus ouvidos (que não são pinico), a dona da loja deu então um pirulito à Carol. Nessa hora eu já fiquei ruborizada pela situação. Como se não bastasse, Carol subiu no banquinho do caixa, já foi pegando outro pirulito e dizendo: "olha moça, tô pegando outro pra minha irmã que não veio hoje, tá bom?" Minha vontade foi de me enterrar de tanta vergonha. Na volta, expliquei para a Carol que a atitude dela não foi a mais adequada, mas ela retrucava: "Por que não pode? Foi a moça que me ofereceu... eu só quis levar um pra Cíntia também. Você não falou que isso é bonito?" Eu simplesmente não consegui explicar.

Anne Wickert, São Paulo, SP.


Indiscretíssima!

Minha filha, a Letícia, é campeã em gafes! Ela sempre me deixa em situações embaraçosas, pois é muito curiosa e até um pouco intrometida! Uma vez, encontramos um amigo, que havia se divorciado, com o filho e a atual namorada, um pouco mais nova que ele. A Letícia, que tinha seis anos na época, deve ter estranhado um pouco a situação, pois perguntou para ela: "Você é a mãe dele?". A moça ficou sem graça e disse que não, e minha filha fez uma cara de quem não estava entendendo nada e completou: "Mas vocês não são casados?" Imaginem que situação chata! Em outra ocasião, ela perguntou para uma senhora qual era a idade dela e também perguntou para uma outra mulher se ela não ia casar logo e ter filhos!

Maíra Rodrigues, São Paulo, SP.


Além da conta

No aniversário de 3 anos da minha filha, em certa altura da festa, ela se sentou ao lado da bandeja de brigadeiros e só se levantou após comer cada docinho. Ela não deixou mais ninguém se aproximar e deu conta do recado em pouco tempo. Obviamente, até o final da festa ela passou mal e vomitou tudo na frente de todo mundo. Depois de ter impedido os outros convidados de comerem, ela ainda vomita tudo... Foi horrível.

Silvia dos Campos, São Paulo, SP.


Esse menino!

Eu ainda não tenho filhos, mas em compensação tenho 14 sobrinhos, logo, o que não falta são histórias de gafes infantis. Meu sobrinho Wanderson, hoje com 15 anos, costumava chamar todo mundo mãe quando tinha 3 anos. A mãe dele, o pai, meu pai, minha mãe e até o padeiro! O maior problema surgiu no dia em que, numa festa infantil, ele me chamou de mãe. Foi um problema porque na época eu só tinha 13 anos e todo mundo ficou realmente convencido de que eu era a mais jovem mãe da festa! Noutra ocasião, também com 3 anos, ao avistar um senhor portador de deficiência física (pernas fortemente arqueadas) na rua, ele resolveu imitar o andar do dito senhor e ficar berrando "Olha como ele anda engraçadinho, parece um negócio..." , quase matando a mim e a minha mãe de vergonha.

Paula Inara, Belford Roxo, RJ.


Homem grávido

Uma vez fiquei constrangida por que minha filha de três anos me colocou numa situação embaraçosa. Estávamos na saída de uma missa e do nosso lado estava um moço com uma barriga um tanto saliente. A minha filha olhou para o moço e perguntou-me: "Mãe tem um neném na barriga dele?" E o pior é que o moço escutou. Não soube o que responder na hora e tratei de me afastar para então explicar que somente mulheres têm nenéns na barriga e que no caso do moço é porque ele comia demais e a barriga dele ficava grande.

Sayonara Amorim, Mossoró RN.


Não escapa uma!

Tenho quatro filhas e uma delas só dava fora quando era pequena. Certa vez, íamos subir no ônibus e na nossa frente estava uma senhora obesa. Minha filha devia ter uns cinco anos e, imagine a visão que ela teve dessa senhora, que estava um degrau acima do dela. Não deu outra! Ela gritou: "olha que bunda mais gorda, mãe!". Em um outro dia, estávamos na praia e, ao avistar um homem que não tinha um dos braços, ela apontou para ele, espantada, e falou bem alto: "olha lá aquele moço, gente. Ele não tem um braço!". Eu dei uma bronca e fiquei super envergonhada, mas sei que criança é assim mesmo e não faz por mal.

Neide Salette Frederico, São Paulo, SP.


Seu filho já aprontou uma dessas? Conte para a gente! Preencha o bloco abaixo e compartilhe sua experiência com outros pais e mães do Clicfilhos!


Comentário:    
       

Matérias relacionadas

   
Abuso sexual contra crianças 14/08/2004 às 14:27:00

Na grande maioria dos casos de abuso sexual contra crianças, o agressor é um parente ou conhecido da família. O que fazer para evitar essa ameaça que parece tão próxima?

   
Manual do ficar, especial para pais 17/06/2002 às 15:36:00

Para os pais que não viveram a onda do "ficar".

   
Crianças especiais 05/11/2003 às 13:40:00

Classes regulares aceitando alunos com necessidades especiais já são realidade em algumas escolas. Naturalmente, como em toda reformulação, existem dúvidas dos pais. Será positiva a convivência entre crianças com diferenças mais acentuadas?

   
Histórias da Arte para crianças 08/11/2012 às 18:49:50

Não tem jeito melhor de conhecer a vida e a obra de artistas contemporâneos brasileiros! Não deixe de levar seu filho!

   
Milho, o rei dos cereais. E da garotada! 15/09/2003 às 20:36:00

O milho faz um enorme sucesso entre as crianças e, além de saboroso, é muito nutritivo. Aprenda a fazer doces e salgados deliciosos com esse cereal. As receitas são da turma do Sitio do Picapau Amarelo!