Quarta-feira, 26 de julho de 2017
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Cuidados durante o preparo dos alimentos

Por Flavia Schwartzman *


Alimentos manuseados e conservados inadequadamente podem se tornar veículos de doenças. Aprenda, aqui, alguns truques para evitar a contaminação.

  • Lembre-se sempre de lavar as mãos antes de mexer nos alimentos e também após ir ao banheiro, trocar fraldas de seu bebê ou brincar com animais. As mãos carregam uma quantidade enorme de microorganismos e mesmo que elas possam não parecer sujas, eles estão lá. Se você estiver cozinhando e parar para fazer outra atividade (mesmo que for para atender ao telefone), lave-as novamente. Se for outra pessoa quem prepara as refeições em sua casa, ensine-a a fazer o mesmo. Aliás, esta é uma boa hora de você ensinar o resto de sua família também.


  • Certifique-se de que todas as áreas e utensílios que serão utilizados estejam limpos.


  • Não misture os alimentos que serão consumidos crus, como saladas, molhos vinagrete, com carnes, frangos, peixes ou outros tipos. Utilize utensílios e tábuas de cortar diferentes. Isto porque se as carnes estiverem contaminadas, muito provavelmente os microorganismos serão destruídos durante o cozimento. Mas ao usar a mesma faca para a carne e para a alface, por exemplo, esta será contaminada e, como irá ser consumida crua, o microorganismo não será destruído. Isto se chama contaminação cruzada. Então, lave muito bem os utensílios antes de reutilizá-los. Por essa mesma razão, tenha em casa pelo menos duas tábuas de cortar: uma para carnes em geral, e outra para os demais alimentos.


  • Dê preferência às tábuas de plástico ou com superfície não porosa, em vez das de madeira, pois estas são mais difíceis de limpar. Lave-as na máquina de lavar pratos ou em água quente com sabão após cada uso. De vez em quando, coloque-as de molho em uma solução com água e cloro (siga as instruções da embalagem do produto). Quando ficarem muito gastas, substitua por outras novas.


  • Para que o cozimento destrua possíveis microorganismos presentes nas carnes, é necessário que elas sejam bem cozidas. Por isso, evite ao máximo servir carne mal passada. Para ter certeza, você pode usar um termômetro e a temperatura interna deve estar a 70°C e o frango deve estar a 80°C. Ou certifique-se de que o centro não esteja vermelho e que o suco da carne não esteja rosado, também.


  • O ovo também pode ser um veículo de contaminação, se estiver contaminado com a bactéria Salmonella e não for adequadamente cozido. Por isso, não consuma nem utilize receitas em que o ovo permaneça cru ou apenas parcialmente cozido. Certifique-se de que a gema e a clara cozinhem até ficarem firmes.


  • Peixes devem estar firmes e se quebrar facilmente com um garfo.


  • Ao assar carnes e frangos, a temperatura do forno deve estar a 165°C ou acima. Evite cozinhar os alimentos por muito tempo, a baixas temperaturas, que podem facilitar o crescimento de bactérias.


  • Ao marinar alimentos, faça-o na geladeira. O molho que foi utilizado para marinar carnes, frangos ou peixes crus não deve ser adicionado ao alimento cozido, a não ser que tenha sido fervido antes.


  • Frutas, verduras e legumes devem ser bem lavados em água corrente antes de ingeridos. Se forem consumidos crus, é recomendável que fiquem de molho em solução de cloro (siga as instruções da embalagem do produto).


  • Na hora de servir, coloque os alimentos cozidos em pratos limpos. Nunca os sirva num prato que tenha sido previamente utilizado para carnes cruas e que não tenha sido bem higienizado.


  • Depois de cozidos, sirva os alimentos rapidamente. Comidas perecíveis não devem ser mantidas à temperatura ambiente por um período maior que 2 horas (1 hora se a temperatura ambiente for superior a 32°C).


  • Ao utilizar o microondas para esquentar alimentos, certifique-se de que não sobraram pontos frios, onde as bactérias possam ter sobrevivido. Para um melhor resultado, misture e cubra o alimento para esquentá-lo uniformemente.

    Limpando a cozinha:

    A cozinha torna-se facilmente um local propício para o crescimento de microorganismos, uma vez que por ela passam diversos ingredientes, que muitas vezes estão contaminados (sem nem mesmo sabermos). Por isso, ela deve ser uma das áreas da casa que mais merece atenção em relação à limpeza e desinfecção.


  • Certifique-se sempre de que a área utilizada para cozinhar esteja limpíssima. Para isso, o ideal é que você lave a pia, bancada, tábuas de cortar e todas as áreas que foram utilizadas assim que terminar de preparar a refeição. Utilize água quente com sabão. Desta maneira, na próxima vez que você for cozinhar ela já estará limpa.


  • Para uma limpeza mais pesada, utilize solução de cloro a 1%, isto é, 100 partes de água para 1 parte de cloro. Dilua 50 ml. de cloro (equivalente a uma xícara de café) num balde com 5 litros de água.


  • Bactérias podem se alojar nos panos de prato, por isso lave-os com freqüência no ciclo quente da lavadora de roupas. Se for lavar na mão, deixe-os de molho em água fervente e sabão. Coloque as esponjas na máquina de lavar pratos ou deixe-as de molho numa solução de água com cloro por algum tempo para desinfectá-las. E lembre-se de substituí-las por novas, de vez em quando. Se quiser, para limpar a pia e outras superfícies, utilize toalhas de papel e jogue-as fora depois.


  • Limpe a geladeira freqüentemente com água morna e sabão.


    Contaminação por alimentos pode ser muito grave, principalmente quando acomete crianças, gestantes, idosos e doentes. Por isso, o ideal é a prevenção. Lembre-se destas regras principais: lave muitas vezes as mãos e as superfícies; cozinhe até a temperatura ideal; refrigere logo os alimentos e evite a contaminação cruzada.


    * Flavia Schwartzman é nutricionista, formada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, com especialização em Nutrição Materno-Infantil, Mestre em Nutrição pela Escola Paulista de Medicina.


  • Comentário:    
           

    Matérias relacionadas

       
    Receitas do mês ABRIL 21/03/2012 às 10:48:11

    Para este mês de abril, convidamos a Chef Paula Weber para preparar elaborar as receitas a serem preparadas com os alimentos da estação! Confira!

       
    Meu filho não quer comer! 11/04/2003 às 12:25:00

    Por mais que você se esforce, ele vira o rosto, faz cara feia, chora e se recusa a comer. Saiba porque isso pode estar acontecendo com seu filho.

       
    Brincando dentro de casa 02/06/2003 às 17:08:00

    Nos dias cinzentos e frios de inverno, ou nos dias de chuva do verão, é preciso se desdobrar para distrair as crianças dentro de casa. Convide os amiguinhos e arme uma verdadeira festa!

       
    Alimentos inteligentes 11/01/2001 às 14:33:00

    Uma boa alimentação na primeira infância é diretamente responsável pelo desenvolvimento do cérebro de seu filho. Conheça como agem e quais são os alimentos "inteligentes"

       
    Receitas do mês SETEMBRO 10/09/2012 às 17:54:38

    Surpreenda-se com as receitas que a Chef Paula Citrin preparou para este mês!