Quinta-feira, 24 de abril de 2014
Página inicial do clicfilhos.com.br
    

Diabetes na infância

Por Dra. Teresa Alfinito Vieira * em 27/03/2001


Você sabia que bebezinhos podem ser diabéticos? Aprenda, aqui, de que forma ela se manifesta e como tratar.

O que é diabetes?

É um distúrbio metabólico que resulta na incapacidade do organismo em utilizar o açúcar como alimento para as células.


Há mais de um tipo de diabetes?

Sim. Os dois tipos mais comuns são: diabetes tipo 1, que ocorre principalmente em crianças e diabetes tipo 2, mais comum entre adultos e, raramente, entre adolescentes com excesso de peso.


Diabetes tipo 1 é muito freqüente em crianças ?

Estima-se que, em nosso meio, 7 de cada 100.000 crianças tornem-se diabéticas a cada ano. Estas são, principalmente, crianças em idade escolar e adolescentes. Entretanto, até mesmo lactentes e crianças pequenas podem tornar-se diabéticos tipo 1.


Qual é a causa da diabetes tipo 1?

O diabetes típico da criança (diabetes tipo 1) é quase sempre decorrente da falta de insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas. Sem insulina o organismo não pode usar o açúcar como fonte de energia para suas células. Conseqüentemente, as células ficam sem alimento ao mesmo tempo em que o nível de açúcar no sangue fica muito elevado.


Qual a diferença entre diabetes tipo 1 e 2?

Enquanto no diabetes tipo 1 a criança e o adolescente não produzem insulina e dependem da insulina exógena para sobreviver, no diabetes tipo 2 o adolescente produz insulina mas esta não age como deveria, o que também causa um aumento da taxa de açúcar no sangue.


Como se adquire diabetes tipo 1 e tipo 2?

Sabe-se, atualmente, que existe uma tendência hereditária para a diabetes tipo 1, entretanto, há outros fatores como infecção por determinados vírus que podem desencadear a doença nas pessoas geneticamente propensas. É possível que o corpo, na tentativa de eliminar estes vírus, cometa algum erro e comece a destruir suas próprias células, no caso as produtoras de insulina. Isto caracteriza uma doença auto imune (o corpo destruindo suas próprias células). Diabetes tipo 1 é uma doença auto imune. Os fatores de risco para o aparecimento do diabetes tipo 2 são a obesidade e história familiar de diabetes deste tipo. Diabetes tipo 2 não é uma doença auto imune.


Como se descobre se uma criança tem diabetes?

Os sinais mais evidentes da doença são:

  • urinar freqüentemente e em grande quantidade (até mesmo durante a noite)
  • ter muita sede
  • comer muito
  • emagrecer


    Diabetes é uma doença séria que requer tratamento médico?

    Sim, quando não tratada prontamente, a doença tende a agravar-se, levando a criança a um estado de descompensação metabólica grave, com sérios prejuízos à saúde e risco de vida.


    Qual é a maneira de cuidar do diabetes tipo 1?

    Diabetes tipo 1 pode ser adequadamente controlado com uma combinação de insulina, monitorização da glicemia (com exames de laboratório), dieta e exercícios.


    Qual é a maneira de cuidar do Diabetes tipo 2 ?

    Diabetes tipo 2 pode ser controlado por meio da perda de peso, dieta, exercícios regulares. Certas medicações orais específicas podem ser indicadas para ajudar a controlar a taxa de açúcar do sangue.


    A criança diabética tem mais risco de adoecer que as outras?

    Se o açúcar do sangue não for mantido em níveis próximos aos normais, a criança diabética estará mais propensa a riscos de complicações a longo prazo, que acabam por afetar os olhos, rins, coração e sistema nervoso. Seu crescimento, na puberdade, também poderá ser prejudicado.


    A criança diabética torna-se "diferente" das outras?

    Absolutamente não! A criança diabética pode levar uma vida normal, participando de todas as atividades que as crianças sem diabetes participam. Quando adultos, serão perfeitamente capazes de ter uma vida normal e produtiva, como é evidenciado por atletas, artistas e músicos famosos que têm diabetes.


    Quando os sintomas sugerem diabetes, o que se deve fazer?

    Deve-se procurar imediatamente o médico ou posto de saúde para realizar testes apropriados para detecção e tratamento precoce da doença. Embora sejam doenças diferentes e requeiram tratamentos diversos, diabetes tipo 1 e 2 necessitam de acompanhamento médico regular.


    * Dra. Teresa Alfinito Vieira é pediatra endocrinologista da Clínica de Especialidades Pediátricas do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e da Escola Paulista de Medicina.


    www.diabetesbrasil.com.br


  • Comentário:    
           
    wania 25 de November de 2011 | 14h 42

    Gostaria q dra. Teresa Alfinito me falasse de principais sintomas e as causas do hipotireoidismo em uma menina de 8 anos.A chei mto interessante a teoria da diabetes e minha filha está com suspeita do hipo.Aguado resposta. Agradeço desde já.

    Matérias relacionadas

       
    Receitas especiais para diabéticos 10/03/2003 às 10:29:00

    Criança que sofre de diabetes não precisa abrir mão da sobremesa. Aprenda a preparar doces com produtos dietéticos!

       
    Milho, o rei dos cereais. E da garotada! 15/09/2003 às 20:36:00

    O milho faz um enorme sucesso entre as crianças e, além de saboroso, é muito nutritivo. Aprenda a fazer doces e salgados deliciosos com esse cereal. As receitas são da turma do Sitio do Picapau Amarelo!

       
    Meu filho não quer comer! 11/04/2003 às 12:25:00

    Por mais que você se esforce, ele vira o rosto, faz cara feia, chora e se recusa a comer. Saiba porque isso pode estar acontecendo com seu filho.

       
    Samba e forró para as crianças 21/05/2007 às 09:47:00

    Conheça as delícias musicais do selo Biscoitinho.

       
    A idade certa para ir à escola 07/06/2002 às 14:38:00

    Meu filho tem 3 anos completos, fico em dúvida se está na hora de mandá-lo para a escola ou se, ainda, é muito cedo... Mamãe sempre acha que os filhos são pequenos demais...